O cérebro

 

Observei o outro lado

Do cérebro humano

Fiquei muito desolado

Com seu lado insano

 

Insano porque faltava

Algo de consistente

Enquanto isso matava

Tudo desumanamente

 

E nem se questionava

O que trazia em mente

Ou quem seria o mentor

 

Esse que comandava

O cérebro indiferente

Pai de todo este horror.

publicado por poetazarolho às 21:29 | link do post | comentar