Somos assim

 

Palavras ditas reditas

Buscadas e rebuscadas

Ideias proscritas malditas

Mentes vazias profanadas

 

Criaturas de vistas finitas

Com as almas enjeitadas

Somos apenas parasitas

De iniciativas castradas

 

Fruto do nosso reflexo

Preenchido pelo marasmo

Envolto em falso frenesim

 

Simples tornado complexo

Produto do nosso sarcasmo

Sem sabermos somos assim.

publicado por poetazarolho às 19:15 | link do post