Cais

 

 

Emigrante ao emigrar

Deixa ficar a saudade

O viajante ao viajar

Busca a universalidade

 

E passante ao passar

Colecciona intensidade

O que decide ficar

Sente a sua afinidade

 

Existe tanto lugar

Que na busca incessante

Podes nunca encontrar

 

Um que seja relevante

Mas podes sem procurar

Encontrar um deslumbrante.

publicado por poetazarolho às 20:07 | link do post | comentar