Terça-feira, 19.11.19

Do sentir

Do sentir.jpg

Aqui não me encontrei

Mais além estou ausente

Noutros sítios procurei

Nada vi de diferente

 

Da realidade não sei

Rebusco a minha mente

Noutra dimensão aterrei

Sendo esta onde se sente

 

Saúdo o meu novo estar

Com o espírito a comandar

Eu à mente já não minto

 

Se me perguntam vais ficar

Estou-me agora a deliciar

Com tudo aquilo que sinto.

publicado por poetazarolho às 22:40 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Domingo, 10.11.19

Vida no lixo

Vida no lixo.jpg

São ideias de Pessoa

Heterónimos a esvoaçar

Pela alta de Lisboa

Pela baixa a sussurrar

 

Um não ser amaldiçoa

O que não deve voltar

Sua não ideia destoa

De holocaustos a pulsar

 

Cheiro a cinza apregoa

Genocídio do pensar

Amordaça o sentimento

 

E a vida no lixo repovoa

Tudo o que há p'ra mostrar

Na morte do pensamento.

publicado por poetazarolho às 15:41 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quarta-feira, 06.11.19

Sinfonia de arame farpado

Humanidade renascida ii.jpg

Salvemos a humanidade

Com a mesquinhez incluída

Desnudada de integridade

E de humana mente parida

 

Com laivos de personalidade

Mas de humanidade despida

Corre em busca da verdade

Pauta em mentira corrida

 

Vibram as cordas do violão

Sinfonia de arame farpado,

Nova humanidade renascida

 

Pergunto, quantos restarão?

Respondem-me do outro lado:

Alguns mortos, nenhum com vida.

publicado por poetazarolho às 17:29 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Favorito

mais sobre mim

links

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

pesquisar neste blog

 

subscrever feeds

blogs SAPO