Tempo

 

Passa sempre depressa

O tempo que já passou

Por isso não tenhas pressa

Vive o tempo que sobrou

 

Num compasso sereno

Mas de forma decidida

Chegará teu fim terreno

A morte não acaba a vida

 

É um tempo sem tempo

As almas são soberanas

O compasso a eternidade

 

Por isso vive o momento

Aprecia coisas mundanas

Não recuses a felicidade.

publicado por poetazarolho às 19:09 | link do post | comentar