Planeta deserto

 

Um futuro por encontrar

Para este nosso planeta

No Rio a conferênciar

Não há proposta concreta

 

E o planeta preocupado

Com esta inépcia atroz

Diz enfim muito zangado

Estou-me lixando p’ra vós

 

Estava cá muitos anos antes

Da vossa ínfima existência

E muitos ainda vou continuar

 

Pois vós sois extravagantes

E com os tiques d’opulência

Ides com a humanidade acabar.

publicado por poetazarolho às 22:17 | link do post | comentar