Reconstrução

 

Remar até me doer a mão

P’ró barco não afundar

Será a única solução

P’ra náufrago não virar

 

Mas todos devem remar

Numa mesma direcção

Os que estão a governar

E também os da oposição

 

Os folclores partidários

Deram cabo da embarcação

E os seus correligionários

 

Esburacaram esta nação

Contratemos mercenários

Partidários da reconstrução.

publicado por poetazarolho às 22:12 | link do post | comentar