Próxima saída

 

A maioria silenciosa

Fez um enorme alarido

A minoria ficou receosa

Nem soltou um gemido

 

Terminada a algazarra

A minoria veio espreitar

Por terra jazia uma guitarra

A maioria fora-se deitar

 

Ainda acordada a minoria

Ao dedilhar aquelas cordas

Compôs um hino à utopia

 

Vem maioria junta-te a nós

Se cantarmos a uma só voz

Futuro não teremos atroz.

publicado por poetazarolho às 15:48 | link do post | comentar