O ser e o todo

 

Um ser sem outro ser

Nunca estará completo

Qu’a totalidade do saber

Está pelos seres disperso

 

E o saber por descobrir

Não é pertença dos seres

Num dia que está p’ra vir

Fará parte dos saberes

 

Assumir a ignorância

Para que talvez um dia

E ao reinar a inoperância

 

Os seres com a sabedoria

Ponham de parte a ganância

Que todos os seres atrofia.

publicado por poetazarolho às 22:30 | link do post | comentar