Indiferença

 

Hoje já não importa

A flôr no meu jardim

Os lírios à tua porta

Ou n’avenida o jasmin

 

O respeito foi vendido

Os princípios alienados

Nada pode ser perdido

E tudo são resultados

 

Por isso não conta a flôr

E se espezinha a terra

Por isso acabou o amor

 

E se fomenta a guerra

Por isso estás indolor

Com tanta dor na terra.

publicado por poetazarolho às 19:12 | link do post | comentar