Democracia ao contrário

 

Hoje há manifestação

Mas isso que importa

Se sinto a revolução

Aqui no peito já morta

 

Os últimos revolucionários

Já há muito que partiram

Substituídos por otários

Que os poderes assumiram

 

Assaltando a democracia

Pois têm as costas quentes

P’ra ir secando o erário

 

E ao povo que os financia

Já apelidam de dementes

É democracia ao contrário.

publicado por poetazarolho às 17:31 | link do post | comentar