Pós manif

 

Depois da manifestação

Fica o retrato de afecto

Fica também a sensação

De um Portugal abjecto

 

Onde só alguns contam

E os outros desprezáveis

Os que ao povo remontam

Meros objectos contáveis

 

Como estava assim ficou

Este país em desgraça

O poder que o assaltou

 

Está a deixá-lo sem graça

Deste povo que gritou

Ficou a esperança na praça.

publicado por poetazarolho às 13:06 | link do post | comentar