Adoração

Adoração.jpg

Não se vê a mortandade

Não se lhe sente o cheiro

Procura-se a santidade

Aos pés do deus dinheiro

 

E as mentiras repetidas

Passam a ser verdades

Normalmente proferidas

P’ra branquear atrocidades

 

E na verdade esgotados

Já não temos salvação

A toda a hora enganados

 

P’la mentira em profusão

Cremo-nos injustiçados

Esta é a humana condição.

publicado por poetazarolho às 23:27 | link do post | comentar