Aparências

Aparências.jpg

Todos nós e a aparência

Que parece o nosso ser

Entre laivos de escorrência

Que teimam não parecer

 

Moldam a sobrevivência

Fruto de universal saber

Oferecido com insistência

A quem queira perceber

 

E assim a velha proposta

Do saber fundamental

Que parecia enterrada

 

Pode ser a nova aposta

Muito mais que um sinal

Da aparência renovada.

publicado por poetazarolho às 06:38 | link do post | comentar