Certidão de amor

Certidão de amor.jpg

O que se leva da vida

É a morte tão somente

E uma certidão imprimida

Que não lerás certamente

 

Não penses, reflecte apenas

Pois nunca sendo imortal

Porque infliges essas penas

Àquele que é teu igual

 

Tenta melhorar um pouco

Enquanto tenhas juízo

Antes de enfrentar o horror

 

Em breve darás em louco

Se não distribuíres um sorriso

Se não partilhares o amor.

publicado por poetazarolho às 00:15 | link do post