Concentrados

Concentrados.jpg

O trabalho liberta

É peso na consciência

Dessa nazi eficiência

E a consciência desperta

 

Para uma grade aberta

Profanada na aparência

Intocada na reminiscência

Mais um peso que aperta

 

Aqueles que agarrados

Estrangulam a liberdade

Silenciam canções d'amor

 

Ouço marchar soldados

Humilhando a humanidade

Nesse seu quadro de horror.

publicado por poetazarolho às 19:42 | link do post | comentar