Das leis...

 

Da lei da morte

Com alguma sorte

Da lei da vida

Não está decidida

 

Da lei da humanidade

Será a fraternidade

Das leis mesquinhas

Não são as minhas

 

Da lei dos poderes

Tens teus saberes

Da lei do universo

 

Onde tudo é reverso

Da lei derradeira

Que é a primeira.

publicado por poetazarolho às 17:04 | link do post | comentar