Espírito sou

Espírito sou.jpg

Já sem penas mundanas

Mas com as da eternidade

Agora já não te enganas

Espírito sobre a cidade

 

Observas o quotidiano

Andas livre e a pairar

Sobre o que é humano

E não te pode observar

 

Ajudas sem ser notado

Um qualquer ente querido

Que de apoio necessita

 

Pois teu corpo já esgotado

Deixou após ter partido

A tu'alma que se agita.

publicado por poetazarolho às 23:43 | link do post