Existindo

Existindo.jpg

Existir, eu não existo

Mas sim, penso existir

E como tal não desisto

De me tentar exprimir

 

Se acaso não pensara

Existir nunca poderia

Mas a existência é bizarra

Pois não há dela garantia

 

Neste mundo de pensar

Tudo é efémero, enfim

E carece de confirmação

 

Pode-se à existência chegar

Mas embora digam que sim

Tu podes pensar que não.

publicado por poetazarolho às 00:25 | link do post