Hino póstumo

Hino póstumo.jpg

“Mas nenhum com solução”

Dentre aquelas conhecidas

Novas sempre arribarão

Serão logo distorcidas

 

Um dia nascerá a razão

Após as razões sofridas

Logo a desautorizarão

Criando robustas medidas

 

E o meu povo travestido

De lindo colete amarelo

Muitas vielas incendiará

 

Nunca nada estará perdido

Hino póstumo será belo

Aqui jaz quem não está cá.

publicado por poetazarolho às 21:41 | link do post | comentar