Ignorâncias

Ignorâncias.jpg

Não se ignore a ignorância

E questione-se o saber

Verificar-se-á a distância

Qu’entre ambos poss’haver

 

Pode haver uma surpresa

Ao saber-se o resultado

Pois não existe a certeza

De que o saber ensinado

 

Esteja acima de suspeita

Mesmo quando validado

P’la suprema autoridade

 

Pois a ignorância à espreita

Tem no saber apunhalado

Derradeira oportunidade.

publicado por poetazarolho às 23:20 | link do post