Implodiremos

Implodiremos.jpg

Tu que és a humanidade

Muda a tua atitude

Rejeita a insanidade

P’ra que a humanidade mude

 

Com guerra constróis a paz

Mas essa paz construída

Só alimenta quem faz

Da guerra o modo de vida

 

Não te darei a receita

Já que tal não me compete

Mas dar-te-ei uma conclusão

 

Se a humanidade não se respeita

Toda a gente compromete

E promove a sua implosão.

publicado por poetazarolho às 23:21 | link do post | comentar