Instantes

Instantes.jpg

Podemos sempre acreditar

Nesses anjos vigilantes

Cuja vida têm para dar

Abnegados e constantes

 

Não que se queiram matar

Pra se verem importantes

Mas é uma forma de estar

Pois a vida é de instantes

 

Formados numa cadeia

Que nos foi oferecida

Tendo por base o valor

 

Fruto do esforço da aldeia

Ao preparar-nos prá vida

Em micro instantes d’amor.

publicado por poetazarolho às 03:39 | link do post | comentar