Lapsos de lucidez

Lapsos de lucidez.jpg

O caminho é o amor

Em lapsos de lucidez

Noutros instantes é dor

Mais aquilo que não vês

 

A inexistência é eterna

Por contra ponto à vida

Mas na existência moderna

Busca-se eternidade perdida

 

Junta o teu não ser a nós

Vem marchar na eternidade

Pelo inferno dantes visto

 

Eternamente a uma só voz

Constroi-se a felicidade

Nesse mundo imprevisto.

publicado por poetazarolho às 16:49 | link do post | comentar