Lixeira

Lixeira.jpg

“Quem tem um’algibeira”

Sempre pronta a seduzir”

Mostra do alto da barreira

O que poderás conseguir

 

Mas não faças asneira

Para o oiro te seguir

Pois de outra maneira

Vais ter que nos ouvir

 

Não é voz da consciência

Pois consciência não terás

Mas o oiro que murmura

 

Permite a interferência

Deste que é satanás

E esta lixeira perdura.

 

publicado por poetazarolho às 03:33 | link do post | comentar