Nossas dores

Nossas dores.jpg

Outro mundo se levanta

Em forma de indiferença

O papão que se agiganta

Não tem a ver com crença

 

Tem sim a ver com a dor

Ser a do vizinho do lado

Portanto o seu clamor

É p’los outros ignorado

 

Um dia se a dor fôr nossa

E o vizinho tiver partido

Então partiremos também

 

Pois um por muito que possa

Se está sozinho e condoído

Busca o outro mais além.

publicado por poetazarolho às 22:54 | link do post | comentar