Outro ser

Outro ser.jpg

Esse tempo de ter tempo
Uma ideia peregrina
Consumiu cada momento
Mais rápido qu'estricnina

Mas matéria em movimento
Tem existência genuina
Do cérebro entendimento
Ainda é coisa pequenina

Virá o tempo mais além
Doutras coisas, doutro ser
Em que o ser será vital

Por agora estamos bem
Com novo samba a nascer
Já para o próximo carnaval.

publicado por poetazarolho às 00:02 | link do post