Pergaminhos

Pergaminhos.jpg

Duvido da capacidade

Até do mais capacitado

Assim como da verdade

Do charlatão encartado

 

Proponho a humildade

E registo com agrado

Traços de verticalidade

Mesmo ao invertebrado

 

São bons pontos de partida

P’ra chegar a nenhum lado

Sem limitar o caminho

 

Chega-se à morte com vida

É um direito consagrado

No mais rico pergaminho.

publicado por poetazarolho às 20:35 | link do post | comentar