Pobre inteligência

Pobre inteligência.jpg

Preciso dum mundo são

Marquei-lhe uma terapia

Tive esse mundo na mão

Como há muito não o via

 

No processo de decisão

Já não sei se decidiria

Decidindo ou talvez não

Num mundo em dicotomia

 

Onde a história da estupidez

Não merece ser estudada

Menos ainda a inteligência

 

Pois tão artificial se fez

De estúpida foi classificada

Aos olhos da própria ciência.

publicado por poetazarolho às 21:32 | link do post | comentar