Tecelão

Tecelão.jpg

"Pois pode ser que te frites..."

Nas tramas deste tear

Vê por favor não me irrites

Que não me quero irritar

 

Ainda destroças os limites

Muito além do lado lunar

Vê por favor não me agites

Que não me quero agitar

 

Este tecido é sensato

Tem raios de integridade

Assim afiança o tecelão

 

Quem o veste é pacato

Mas se perde a dignidade

Pode tomar de assalto a razão.

publicado por poetazarolho às 00:30 | link do post | comentar