The show must go on

 

Vem aí outro Abril que alegria

Ou estaremos apenas a sonhar

... esse Abril diferente seria

Se ao menos quiséssemos voar

 

Mas os corpos estão ausentes

As vidas foram abandonadas

Não surgem ideias diferentes

As mentes estão controladas

 

Mas o show tem que continuar

No palco da mera virtualidade

Em que abris se seguirão

 

Apenas e só para perpetuar

Imagem vazia da realidade

Com ausência de revolução.

publicado por poetazarolho às 22:16 | link do post | comentar