Tintos e assuntos

Tintos e assuntos.jpg

“Tentando mudar de assunto,

Apesar de estar feliz...”

Amiúde me pergunto

Porque não vejo o nariz?

 

Não faz parte do conjunto?

Ou não sei aquilo que fiz?

Venha mais desse presunto

É o tinto quem o diz…

 

Na tasca do Ti Jacinto

Já ninguém se contradiz

Afogou-se a contradição

 

Em mil e um copos de tinto

Sobram os ossos da perdiz

E nem as côdeas do pão.

publicado por poetazarolho às 17:31 | link do post | comentar