Viagens à la carte

Viagens à la carte.jpg

Não acordes c’os acordes

Deixa-te estar embalado

Sobrevoa os fiordes

Nessa poltrona deitado

 

Vais poder vislumbrar

Entre encostas escarpadas

Uma imensidão de mar

Outrora massas geladas

 

No dó sustenido vibrado

Sentir-te-ás a sobrevoar

E num solo sincopado

 

Farás parte da massa de ar

Que o acorde bem afinado

Te ofereceu p’ra viajar.

publicado por poetazarolho às 21:07 | link do post